Retenção de talentos: 6 passos para melhorar sua estratégia de RH

Os profissionais de RH sabem bem que o assunto “retenção de talentos” é um dos mais falados no departamento. É claro que a rotina dos colaboradores de recursos humanos inclui outros temas, mas atrair e reter talentos acaba sendo um ponto que abrange todo o contexto da área.

Para quem não está familiarizado com os jargões de RH, os chamados “talentos” são aqueles colaboradores que entregam alta produtividade e aderem perfeitamente ao perfil da empresa. E considerando que o maior bem de uma empresa são seus colaboradores, os talentos seriam como a cereja do bolo deste capital humano.

Mas como o RH pode descobrir a melhor estratégia de retenção de talentos? Há uma maneira de atrair talentos para minha empresa? Quais são as melhores práticas de RH para atração e retenção de talentos? A gente responde tudo isso logo abaixo.

Aproveite o passo a passo da Benê para revisar seus processos e impulsionar sua estratégia de RH. Retenha talentos e atraia novos potenciais com a inserção de algumas novas rotinas.

Passo 1: Entenda a razão do seu investimento em retenção de talentos

Na prática, talentos são 8 vezes mais produtivos que colaboradores de desempenho médio. Isso quer dizer que uma equipe formada por mais pessoas com essas características excepcionais entregará resultados melhores, mais ágeis e eficazes. Este fator é determinante para definir o grau de esforço que sua empresa investirá para a atração e retenção de talentos.

Mais dados importantes para a matemática de RH: você precisa de um número menor de pessoas com perfil de talento para alcançar os resultados que deseja. Logo, a eficiência do seu investimento em pessoas aumentará muito se essas pessoas forem aquelas com maior aderência à empresa.

Colocar a retenção de talentos e a redução da taxa de turnover (ou rotatividade) nessa faixa de colaboradores como um indicador a ser acompanhado de perto guiará toda a sua estratégia de RH para um novo patamar. Essa é a maior dica de todas!

Passo 2: Comece a construir a jornada para reter talentos

O RH é a linha de frente da empresa no contato com um possível colaborador. Antes disso, dependendo do negócio, essa pessoa só se relacionava com a empresa no papel de cliente. Mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

É claro que o cliente é importante para o negócio, mas a empresa tem uma dúzia de departamentos olhando para isso enquanto tem só um olhando para dentro, com a missão de reter talentos: o RH. Tenha certeza de que você cuida do seu cliente externo com o mesmo cuidado que cuida do seu cliente interno, seus colaboradores.

Então, se sua empresa é incrível para o clientes, garanta que o atendimento aos candidatos às suas vagas seja igualmente encantador. Para isso, siga essas dicas:

  • Definição da vaga: Estude bem o perfil que você deseja para suprir aquela demanda. Isso vai te fazer pensar melhor os departamentos e desenhar melhor as funções, mas você precisa saber exatamente o que espera do novo profissional que ocupará aquela posição. 
  • Descrição do cargo: Tenha certeza de que, na descrição da vaga, você cobriu todos os desafios e habilidades requeridas da posição. Mesmo uma empresa em construção precisa, antes de mais nada, conhecer suas necessidades e contratar com isso em mente. Isso também evita frustrações do futuro escolhido na rotina de trabalho.
  • Informações completas: Não omita nada. Não há competitividade nessa área e não é nada estratégico esconder informações de um candidato com medo de que empresas concorrentes fiquem cientes das condições que você oferece. Suba a barra dessa disputa e seja transparente: é injusto fazer com que um candidato percorra por todo um processo seletivo para descobrir, lá na frente, que as condições oferecidas não suprem suas necessidades ou expectativas. 
  • Não tente enganar: Fuja da tentação de colocar “falsos benefícios” para encorpar a descrição da sua vaga. Eles podem até ser reais e honesto, mas alguns atrativos como “ambiente descontraído” ou “dress code casual” podem parecer como esforços para maquiar “armadilhas” escondidas na vaga. Seja franco e divulgue dados palpáveis.

Seguindo esses passos na hora de anunciar sua vaga e dar início à jornada dos seus futuros colaboradores, você tende a atrair mais talentos e, desde já, passa a retê-los.

Passo 3: Salário e benefícios justos e competitivos

Fuja daquela definição de “salários equivalentes ao mercado”. Para atrair e reter talentos você precisa jogar limpo e realmente fazer da área de remuneração o melhor que você puder. Mas tenha em mente: salário e benefícios não bastam para reter talentos.

Ainda assim, mantenha uma política clara, transparente e justa no que diz respeito aos vencimentos da sua equipe. Aliás, fica a dica: a Benê é o melhor lugar para você controlar todos os benefícios e seguros que oferece aos seus colaboradores. Isso porque, além de flexibilidade e praticidade, a Benê oferece ainda mais.

Para não correr o risco de ser superado pela concorrência e perder seus talentos para outras empresas, ofereça Benê para seus colaboradores. Por lá você centraliza o pagamento de todos os benefícios, oferece outros tantos e ainda possibilita que seu colaborador use os valores do jeitinho que ele quiser. Ah, e tem o clube de benefícios, com descontinhos e cashback em mais de 10 mil parceiros por todo o Brasil.

Sobre os seguros, a Benê também te ajuda com seguros saúde e de vida, além de oferecer produtos de pessoa física e até o seguro necessário para o trajeto dos colaboradores de casa para o trabalho e vice-versa. Completinho mesmo.

Passo 4: Cultura e clima organizacional precisam estar alinhados

Qualquer pesquisa rápida sobre reter talentos vai te mostrar que promover verdadeiros “leilões” de profissionais não é nada útil. O salário nem sempre é o mais importante para funcionários de alta performance e este pensamento vem crescendo.

Tanto quanto uma vida profissional de sucesso, os colaboradores têm buscado paz e tranquilidade em suas vidas pessoais. Sendo assim, uma empresa que ofereça cuidados especiais nessa área tem vantagem competitiva enorme

Conquistar tais condições de harmonia entre cuidado com a vida pessoal do colaborador e promover altas performances é mais simples do que parece. As variáveis são diretamente proporcionais, na verdade: quanto mais qualidade de vida para seu colaborador, melhor sua produtividade e performance.

Sendo assim, aliados aos melhores benefícios – que a Benê pode te ajudar -, você deve cuidar do clima organizacional da sua empresa, mirando uma cultura mais acolhedora e confortável para os colaboradores, para que as pressões diárias não se tornem um fator incômodo, que acabe custando a partida de um de seus talentos. .

Passo 5: Boa gestão e boa comunicação

O diálogo está na base de todo relacionamento saudável. Isso também diz respeito ao relacionamento que você mantém com seus colaboradores e é extremamente importante para sua estratégia de retenção de talentos.

Da parte do RH, promova uma boa política de comunicação interna, mas pense além do simples endomarketing. Busque o interesse e engajamento do seu colaborador a todo custo e conheça-o profundamente. Só assim ele se sentirá pleno em suas funções e a ligação mais forte com a empresa será um ponto para você quando tentarem seduzi-lo para outra companhia.

Ao mesmo tempo, promova campanhas para manter gestores alinhados aos princípios da empresa. Reter talentos é sobre mantê-los motivados, felizes, cientes de seus valores e reconhecidos pelos seus esforços. Quem pode melhor cuidar disso é o gestor direto de cada um deles, então tenha a certeza de estar na mesma página com toda a sua equipe de supervisores, gerentes e diretores.

Passo 6: Plano de carreira e campanhas de incentivo

Para mandar bem mesmo na atração e retenção de talentos, você precisa afinar o ambiente de trabalho. Isso quer dizer que é necessário configurar um clima em que competição saudável e colaboração funcionem em conjunto. Funcionários de alta performance exigem uma gestão eficaz, com feedback e reconhecimento.

Sendo assim, esteja certo de que sua empresa tem um plano de carreira bem desenhado para cada posição. Além disso, certifique-se de que todas suas ferramentas de feedback e acompanhamento desse plano de carreira estejam funcionando e operantes. É importante que seus talentos conheçam a jornada que estão percorrendo e percebam seus avanços e desafios.

Além disso, você também pode usar a plataforma da Benê para promover campanhas de incentivo. Por lá você organiza toda a comunicação e pagamento do bônus, além das funções de pagamento de benefícios e clube de vantagens. As campanhas de incentivo são essenciais para garantir engajamento e aderência dos colaboradores à empresa.

Atraindo e retendo talentos com a Benê

Agora que você chegou até o fim deste artigo, aproveite para revisar seus processos e garantir que seus talentos fiquem satisfeitos. Seguindo esses passos, você poderá conhecer melhor as necessidades dos seus colaboradores e aumentar a produtividade de toda a sua equipe!

Para completar a experiência, fale conosco sobre a plataforma de pagamento de benefícios, clube de vantagens e seguros clicando aqui. Aumente o poder de uso dos benefícios que você oferece aos colaboradores e ganhe em satisfação do seu time.

Tópicos deste artigo

WhatsApp
LinkedIn
Facebook
Email
Twitter
Pinterest