Plano de saúde empresarial ou seguro saúde? Entenda!

Considerado o benefício mais importante para a maioria dos colaboradores, o plano de saúde empresarial é mesmo essencial. Afinal, apesar de termos um sistema público de saúde no Brasil, pelo SUS, este não é suficiente para absorver com agilidade as demandas por consultas, exames e procedimentos.

Ao contratar um plano de saúde empresarial pela primeira vez ou renovar suas apólices atuais, as empresas têm tido dificuldade. São tantos termos técnicos, modalidades, coberturas e condições que só sendo mesmo um especialista para conseguir escolher a melhor opção.

Para te ajudar nessa missão, a Benê preparou um artigo com tudo o que você precisa saber sobre plano de saúde empresarial e seguro saúde. Mesmo assim, você também pode contar com nossos especialistas na hora de contratar um plano para sua empresa. 

A Benê tem um módulo de seguros prontinho para te ajudar. Clicando aqui, você pede uma demonstração agora mesmo.

Se preferir se informar um pouco mais, basta seguir a leitura. Você pode escolher entre os tópicos abaixo para encontrar a informação que procura ou só seguir o texto naturalmente.

Boa leitura!

Tópicos deste artigo

Primeiramente, o que é um plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é o famoso “convênio médico” oferecido como benefício por empresas para seus colaboradores. Trata-se da contratação de uma operadora privada para disponibilizar uma rede de serviços médicos (consultórios, clínicas, laboratórios e hospitais). Para tal, essa operadora cobra uma mensalidade, que normalmente é arcada pela empresa contratante – ao menos na maior parte do custo.

É importante ficar claro que nenhuma empresa é obrigada a oferecer plano de saúde empresarial para seus colaboradores. Entretanto, o benefício é um dos mais valorizados pelo mercado e não oferecê-lo pode não ser a melhor estratégia. Ao mesmo tempo, o colaborador que preferir manter seu próprio convênio médico individual e não quiser aderir ao da empresa, também tem toda liberdade de escolha.

É importante ressaltar que o órgão que regulamenta o funcionamento dos planos de saúde no Brasil é a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Qual é a diferença entre plano de saúde empresarial e seguro saúde?

Há uma confusão frequente entre os termos “seguro saúde” e “plano de saúde empresarial”. Abaixo, vamos citar brevemente o conceito de cada um deles e expor as diferenças.

Como dito anteriormente, um plano de saúde é o serviço ofertado por uma empresa privada que possui uma rede credenciada de diversas especialidades de médicos, clínicas, laboratórios e hospitais. Todas essas opções ficam à disposição do beneficiário para utilização, a depender, é claro, dos termos e condições da apólice, que podem limitar tratamentos, prazos e etc.

Já o seguro saúde funciona de maneira diferente: nesse caso, não há rede credenciada pré-estabelecida para o beneficiário. Sendo assim, ao precisar de atendimento médico, o cliente escolhe o profissional ou instituição médica que desejar e depois pede o reembolso da seguradora, podendo receber parcial ou integralmente o total do custo.

O que considerar na hora de contratar o plano de saúde empresarial?

Escolher planos de saúde para empresas pode ser um grande desafio. Afinal, um benefício tão importante para os colaboradores tem função essencial em suas experiências profissionais e, por consequência, no clima organizacional da companhia.

Sendo assim, o ponto principal a se considerar ao contratar um plano de saúde empresarial é o perfil das pessoas que vão utilizá-lo. Para que o benefício seja realmente relevante aos colaboradores, tenha em mãos as seguintes informações na hora de solicitar cotações de planos:

  • Faixa etária dos colaboradores | É importante saber quantos colaboradores você tem em cada faixa etária, já que essa é uma informação essencial para definição de preços e coberturas do plano de saúde.
  • Gênero dos colaboradores | Homens e mulheres têm necessidades médicas diferentes, então é importante saber essa informação para cotar seu plano de saúde para empresas.
  • Colaboradores com doenças crônicas | Diabetes, hipertensão, bronquite… é importante saber quantos dos seus colaboradores sofrem com alguma doença crônica. Essa informação é muito relevante na hora de escolher as melhores coberturas e atender as necessidades principais dos beneficiários.
  • Informações sobre a família dos colaboradores | Você precisa saber quantos dos seus colaboradores são casados ou têm filhos. Outra informação importante é a idade do cônjuge e dos filhos, já que todos eles podem ser incluídos como dependentes e planos de saúde empresariais.

Entenda outros atributos do seu plano de saúde empresarial

Entender as cotações de planos de saúde para empresas pode ser um desafio; são muitos atributos, termos técnicos e informações importantes. Abaixo, nós falaremos objetivamente sobre os mais importantes, aqueles que farão toda a diferença no serviço que você está contratando.

No tópico anterior, você aprendeu a identificar o perfil de seus colaboradores e entendeu a importância dessa informação para a contratação do plano de saúde. Agora você entende quais são as opções que as operadoras podem te oferecer e como escolher corretamente pode melhorar a experiência dos seus colaboradores.

Abrangência

A abrangência de um plano de saúde empresarial é a definição de onde o beneficiário poderá utilizar a rede credenciada da operadora. Você poderá escolher entre oferecer abrangência nacional ou abrangência regional.

  • Abrangência nacional | Nessa modalidade, o colaborador pode utilizar a rede credenciada em todo o território nacional. Essa escolha cresceu muito nos últimos meses por conta da pandemia e a possibilidade do trabalho remoto. Com o home office, as pessoas se afastaram dos grandes centros, foram morar em cidades mais afastadas e até em outros estados.
  • Abrangência regional | Nesse caso, o beneficiário poderá utilizar somente a rede credenciada de determinada região. Por ter menor custo, essa modalidade pode ser interessante caso sua empresa não tenha colaboradores trabalhando em outros estados. Contudo, se você tem colaboradores que costumam fazer viagens à trabalho, por exemplo, essa opção pode ser um problema.

Coparticipação

Opção para empresas que querem economizar, a coparticipação é uma taxa cobrada do colaborador a cada uso do plano de saúde empresarial. A empresa paga uma mensalidade reduzida e o colaborador arca com uma porcentagem a cada uso. 

Os valores podem variar de acordo com o serviço utilizado, seja ele uma consulta, exame ou cirurgia; em clínica, consultório, hospital ou laboratório; e também dependendo das coberturas descritas na apólice.

Sinistralidade

O termo é mais frequentemente ouvido quando o assunto é o preço da mensalidade do plano de saúde empresarial. Isso porque a “sinistralidade” é a relação entre os gastos que a operadora teve para atender os beneficiários e o valor que recebe para fornecer o serviço.

Como esses dois fatores estão diretamente relacionados, quanto maior a sinistralidade, maior também a mensalidade do plano de saúde. Por isso, duas práticas são extremamente importantes para manter os preços razoáveis:

  • Investir em um ambiente de trabalho saudável | Empresas que promovem atitudes saudáveis tendem a diminuir o uso do plano de saúde por parte de seus colaboradores e, assim, a sinistralidade da conta e o preço da mensalidade. Focar em melhores dinâmicas de trabalho, melhora do clima organizacional, atenção para temas de saúde mental, incentivo à boa alimentação e aos exercícios é o melhor caminho.
  • Conscientizar os colaboradores quanto ao uso do plano de saúde | É importante divulgar as melhores práticas para a utilização sustentável do plano de saúde. Marcar consultas e não comparecer, realizar exames desnecessários e consultar-se sem necessidade acabam por encarecer a mensalidade para todos.

Cobertura

Definir a cobertura do plano de saúde empresarial é escolher quais procedimentos estarão disponíveis para os colaboradores. Abaixo descrevemos os mais comuns, aqueles que aparecem com mais frequência nas cotações e que a maioria das operadoras oferece:

  • Ambulatorial | Para exames, tratamentos ambulatoriais e consultas médicas em consultórios e clínicas;
  • Hospitalar sem obstetrícia | Para serviços hospitalares como internações e atendimento ao pronto-socorro, mas sem garantir assistência ao parto;
  • Hospitalar com obstetrícia | Para serviços hospitalares como internações e atendimento ao pronto-socorro com assistência ao parto e durante 30 dias após o parto;
  • Segmentação referência | Une atendimento ambulatorial com o hospitalar com obstetrícia em acomodação de enfermaria (quarto compartilhado) e apartamento (quarto privado);
  • Odontológico | Para serviços exclusivos de odontologia.

Como encontrar o melhor plano de saúde empresarial?

É claro que há outras diversas informações a serem consideradas na hora de escolher o melhor plano de saúde empresarial. Por isso é sempre muito indicado procurar a ajuda de um profissional na hora de escolher a melhor opção.

Como mencionamos na introdução deste artigo, a Benê tem um módulo de seguros exclusivo, com especialistas prontos para te ajudar. Além disso, contratando seguros com a Benê você conta também com as nossas soluções em benefícios flexíveis, clube de vantagens, ferramenta de campanhas de incentivo, comunicação e muito mais.

Clique aqui para agendar sua demonstração da Benê e peça também sua cotação de seguro. A Benê é muito mais que benefícios flexíveis.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Posts
Relacionados
Gostou?
Compartilhe!
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter